quarta-feira, junho 29

Entre Aves de Rapina

(Poesia Nietzchiana)

Qual de Vós quer Descer???
Como Velozmente...
... A Profundeza o Traga!!!
Amas ainda o Abismo...
... Fazes como o Abeto???

Ele Enraíza-se...
... Onde o próprio Penhasco...
... Treme ao Olhar a Profundeza...
... Ele hesita diante de Abismos...
... Onde tudo em volta...
... Quer Precipitar-se:
Em meio à Impaciência!!!
Do Cascalho Selvagem... Do Regato a Despencar...
Pacientemente... Tolerante... Duro... Calado...
... Solitário!!!

SO-LI-TÁ-RI-O!!!
Mas quem Ousaria...
... Ser hóspede Aqui???
Ser Teu Hóspede???
Uma Ave de Rapina talvez...
Que se Enlaça aos cabelos do Pobre Sofredor!!!
Em MAL-DO-SA  Alegria!!!
Com Louca Risada... Risada de Ave de Rapina!!!
Por que Tão Firme???
- Ela Escarnece Cruelmente!!!
É Preciso ter Asas quando se Ama o Abismo...
... É Preciso não Pendurar-se... Como Tu??? Pendurado!!!

Ó Zoroastro...
... Cruel Ninrod!!!
Ainda há pouco Caçador de D’us...
... Rede pra fisgar toda Virtude...
... Flecha Maligna!!!
Agora???
Por Ti mesmo Caçado... Em Ti Mesmo Perfurado!!!

Agora???
Solitário Contigo Mesmo!!!
“A Dois” no Próprio Saber...
... Entre Cem Espelhos!!!
Falso ante ti mesmo...
... Entre Cem Lembranças!!!
Incerto!!!
Fatigado de todas as Chagas...
Frio de todo Gelo!!!
Enforcando-se em seu Próprio Laço???
Conhecedor de Si!!!
Carrasco de Si!!!

Por que te Enlaçastes... Com o Laço de sua Sabedoria???
Por que Atraíste a Ti Próprio... Ao Paraíso da Nefasta Serpente???
Por que te Insinuastes... Rastejante pra dentro de Ti – De Ti???...
Agora um Enfermo...
... Vitima do veneno da Vil Serpente;
Agora um Encarcerado...
... Que lhe Aprouve a Pior Sorte???
Labutando Encurvado... Na própria Mina...
... Em Ti Mesmo Cavando...
... Em Ti Mesmo Adentrando!!!
Desajeitado!!!
Teso!!!
Um Cadáver!!!
Sobrecarregado por Cem Fardos...
... Assoberbado de Ti!!!
Um Sabedor!!!
Um Conhecedor de Si!!!
Oh!!! Sábio Zoroastro!!!...

Quiseste o Fardo mais Pesado:
E encontraste a Ti!!!
Não Te Despojas de Ti!!!

Espreitando...
Agachado...
... Alguém que não mais fica de Pé!!!
Ainda manterás a Forma de Tua Tumba???
Oh!!! Espírito Deformado???

E há minutos, logo atrás??? Tão Orgulhoso!!!
Nas Muletas de Seu Orgulho!!!
Ainda há pouco o Eremita sem D’us...
... Convivendo com Demônios!!!
O Purpúreo Príncipe de toda Soberba!!!...

Agora???
Entre Dois Nadas!!!
Curvado!!!
Um ponto de Interrogação...
... Um Orbe Enigma!!!
Um Enigma Para Aves de Rapina???
- Elas já te “Solverão”...
... Já têm Fome de Tua “Solução”!!!
Já esvoaçam em seu Derredor... Seu Enigma!!!
Em torno de Si Mesmo Enforcado!!!...
Oh!!! Zoroastro!!!...
Conhecedor de Si!!!
Carrasco de Si!!!

(Ditirambos de Dionísio)

Gutemberg de Moura











Um comentário: