segunda-feira, abril 2

...”LEPIDÓPTERO”...



“Existe com plena consciência de si, quem ousa aceitar seu próprio “SER”!!!”
(Gutemberg DeMoura)

Quero apenas o que possuo!!! Mas... Não tenho!!!
O que está em Mim... Trancado... Vedado a Mim!!!
As “Coisas” de fora São... Mas “EU” de dentro venho...
… E peço a esse “EU”... De joelhos a Mim...Do caos o Fim!!!

Lepidóptero... Enclausurar-se... E depois... Do casulo sair!!!
E não mais... Não mais!!! Reconhecer-se uma Lagarta!!!
E a antiga memória... De um passado... Teve seu Crepúsculo.
Agora com largas asas e leve... Livre... Na Liberdade se Farta!!!

Possuo a Liberdade... Mas estranhamente ainda Não a tenho...
… Antes de tudo é Preciso...Mais que tudo... Do tal casulo sair!!!
E é natural... Porém... Da nova condição... Entender é o Empenho.

Livre... Os Pensamentos vão Fluir... Não mais apenas se esvair!!!
Do-Todo-Poderoso... Um Lindo e Perfeito Desenho!!!
O nefasto Vazio-Vácuo... Dará lugar à Plenitude do “EXISTIR”!!!

Gutemberg DeMoura

2 comentários:

  1. Liberdade.... sair casulo... ter tempo certo para sair... se sai antes.... sem as assas a ficar..


    lindo!!!

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso!A luta pela liberdade que só nosso "eu" mesmo pode nos revelar!A sabedoria de nos reconhecermos na condição de humano,preso a um corpo que mal governamos,mal compreendemos,e mal sabemos possuir,já que tantas vezes o deixamos que nos possua,e ao mesmo tempo a plenitude da ciência que nos sabemos livres e filhos do universo!Livres nos sentimentos,livres na poesia...Parabéns!Escreve muito bem!

    ResponderExcluir