segunda-feira, agosto 8

....... O SABOR DE UMA BUSCA .......

Buscar a Verdade... Se nos afigura como busca Amarga!!!
Porém esse Amargor somente existe sob certas condições.
Fora dessas condições... Ouso dizer, que a “Busca” é meramente “Intelectual”.
Pois de fato... Verdades compreendidas pelo Coração possuem Sabor!!!
E é sob essa condição que a “Busca” tem seu lado mais Amargo!!!
Uma Verdade apreendida pelo Coração... Não se trata de Mero Conhecimento... Torna-se Sabedoria... E como tal... E não poderia de “SER”... Um Modo de Vida!!!
Todavia... A “Busca” também é amarga quando descobre-se Verdades do tipo:
“Sou um Incompetente para Aplicar essa Verdade!!!”
Mesmo sendo uma Verdade de Momento... Pois com a Própria Dinâmica da “Busca” a Sábia Competência há de Vir!!!
A Solidão... A Falta de Comunicação... A Ânsia... A Angustia...
A Falta de Ferramentas... A Falta de Habilidade para as Ferramentas Adquiridas!!!
Tudo isso também é “Verdade”... Mesmo que Temporário!!!
Mas... O que “EU” quero dizer com tudo isto... Afinal???
Quero dizer que estou no meio de um processo!!!
Quero dizer!!! Que a Dinâmica e Mecânica Abstrata que Mantêm e produz o Movimento Sentido Por todos Nós como “VIDA”... Absorve-me para “EU” poder “Absorve-la”!!!
E neste Estado... Do Além do Amargor... Há o Isolamento... Pois, Me torno “EU” próprio uma Abstração... E Fica-me difícil controlar o Corpo...
... E Principalmente a comunicação com outros “SERES”!!!
E então se torna evidente a Incompetência de Administrar os Conhecimentos Adquiridos... Administrar quem Sou... E a Potência que em Mim é Latente!!!
Incompetência... Essa que se afigura ao “Mundo Externo”... Como:
“CO-VAR-DIA!!!”
Maaasss... Não me importam as Denominações do Mundo!!!
Importa-me!!! Que nesse Processo... Tudo que há de Bom em Mim...
... Floresce e Solidifica-se!!!
Contudo... Há o lado Amargo... Que são as Ilusões... Que se desfazem...
... São os Laços que Mostram sua Face de Emaranhados!!!
Este é o Momento que Vivo!!!
Comunhão Empática com os “SERES” e Inépcia Total em Comunicar o Mesmo!!!
Agora dirigido à Vossas Inteligências... “EU” vos Digo:
Se Paciência Tiver...
... A Esperança Procurar...
... E ao Amor Aliar-se...
Em “Ti” mesmo irás Perceber...
Um Companheiro...
... De Lealdade Inefável!!!
                     Ame-se...
                                  ... De um Modo Incondicional!!!

Gutemberg de Moura

4 comentários:

  1. Soberbo ! E como sempre junto com à reflexão
    vem o encontro com a próxima busca -já que existe o "tudo é cíclico " Sigamos sem nos deixarmos à deriva.

    ResponderExcluir
  2. belíssimo artigo...parabéns!!!

    tenho tbem um blog... sera um prazer ter seu comentário..
    obrigado

    http://meme.yahoo.com/artecomartes/

    ResponderExcluir
  3. O sabor de uma busca...
    Quando se busca algo com sabor, este pode apresentar variedades e diversidades. O sabor da busca traz a cada de nós gostos diferentes, porém mesmo saindo coração ele pode nos trazer algo amargo, principalmente, se for dentro de uma descoberta de incompreensão não apenas nessa mas também quando centrado nas Ilusões. Um eu poético ainda angustiado e tendo a um equilíbrio visto que tirar as forças de dentro de si mesmo, a sua capacidade de se refazer e de se recompor, aos poucos vai se firmando e se soldificando. E o sabor vai ficando apurado. "Se paciência tiver.../a esperança procurar/E ao amor aliar-se.../Em ti mesmo irás perceber.../um companheiro inefável: ame-se de um modo incondicional..." AMA-SE - E aqui reside a síntese de todo o SABOR DE UMA BUSCA, pois há uma amiguidade - a de a pessoa se amar, amar a si própria e se fortalecer, ter o seu ponto de equilíbrio e um AMA-SE, no sentido de alguém que "AMA-SE a HUMANIDADE", a humanidade é amada por uma certa alguém mesmo que ela não se dê conta disso e o eu poético continue incompreendido.

    ResponderExcluir
  4. correções:
    *ambiguidade
    saindo *do coração
    * que *tira as forças...
    * a humanidade é amada por *um certo alguém...


    obs.: desculpe-me os erros, depois que postei que fui ler.

    ResponderExcluir