domingo, maio 8

Deserto

Estás com Saudades??? Estás com Vontade???
Sente sede??? Muita Sede???
Então, vem e Bebe-me... Sacia tua Sede de Minhas Areias.
Mate sua Vontade de Beber do Deserto!!!
Venha, faça morada em Mim... Juro-te nada lhe faltará...
...Sempre haverá um Oásis por perto, para lhe dar abrigo nos dias se Sol mais Intenso... Sempre haverá perto de ti um favo de mel para Adoçar-lhe a Boca Meu Amor... Nem te faltaram ervas para fazeres teus chás, principalmente a Menta Selvagem... Sempre terás cabras por perto para que nunca lhe falte leite... Haverá sempre perto de Ti uma rocha a brotar água fresca ou senão um poço que sempre terá seu nome e esse nome É...
Venha descanse numa de minhas Dunas... Vamos Glorificar a retirada do Rei... Veja com é Lindo esse colorido... As areias Douradas pelo reflexo do Sol... E o Sol??? Ah o Sol alaranjado-avermaelhado, cores que inundam as nuvens em volta, estendendo-se por todo o Horizonte que em contraste com a areia Dourada, emprestava à cena uma sensação de sonho, algo surreal. Nem Salvador Dalí teria imaginação para tanto... O Divino Apresenta-se através de Sua Criação!!!
Sinta... Sinta a brisa morna que passeia pelo seu corpo... Sou Eu lhe acariciando... Sinta a Sua Boca esquentar... Sou Eu lhe Beijando... Sinta o vento que vem do Oriente te empurrando... Sou Eu lhe deitando... Sinta o Poder das Chamas que descem sobre Seu Corpo e sinta-se parte do Eu Todo... Sinta-se parte das Areias, das Dunas... Seja Oásis Paradisíaco onde Jorro de minhas Águas... Seja Eu... Seja Deserto...
Venha te levarei a um Lugar Especial para que repouses, pois a ao anoitecer virei lhe visitar... Sempre estarei contigo... Tenda em que ficarás encontrarás apenas um Vestido de Seda Azul ÍndigoTranslúcido e mais nada...Quero-te sem adereços...Quero-te em tua Beleza Natural..Quero-te Pura, Casta e Imaculada como viestes ao Mundo e como tens se Portado!!!
A noite chega, trazendo consigo um ar frio... Pois no Deserto faz frio a noite... ”Ela” sai para observar a Estrelas... Elas piscam como se estivessem saudando a “Ela”... E a Lua??? A Lua Brilhava cada vez mais intensamente como se estivesse a Reverenciar-se a “Ela”.
De repente um Vento Oriental a derrubou de joelhos... ”Ela” ficou assustada!!!Quando ouviu o vento sibilar em seus ouvidos---Sou Eu Meu Amor, o Deserto, não se assuste---Neste momento Ela sentiu um frêmito e uma onda de calor a percorre-lhe o corpo, Ela ouvia---Sentes? Sou Eu lhe abraçando---Sua pele ficara toda eriçada, toda arrepiada, e Ela sentia calafrios, e ouvia do Vento---Sentes? Sou lhe tocando, lhe acariciando---Ela sentia Sua Boca ardendo feito Brasa, a sentia ser mordida, lambida e beijada, e o Vento sussurrava ---Sinta meu beijo e guarde-o e seu Coração---
O vento terminou de deitá-la... Soprou de leve até despi-la do Vestido...
Ela começou a sentir um Ardor muito intenso, como Se um Fogo tomasse conta de seu Corpo, e dessa vez Ela ouviu do Fogo e não Do Vento, era como o rugido de um Leão---Meu Amor nada temas sou Eu---Neste momento Ela senti seu Oculto Inflamar-se em Chamas também, um novo rugido---Sinta meu Amor, Sou Eu te Amando---
Fundiram-se, foram para uma outra Dimensão... Agora, neste momento Eles não mais são Dois, Eles são Um (Abençoados Sejam)
Mas Eles voltaram a Vida Dele é Ser Deserto e a Dela Ser...

Gutembeg de moura  



Nenhum comentário:

Postar um comentário